Direto de Corrientes

Puxa, esses primeiros dias sao puxados, pois temos que vencer distâncias grandes (e teclados diferentes). Foi só cruzar a fronteira do Brasil com a Argentina e todos aqueles motoristas nervosos, audazes e insanos que infestavam nossas estradas simplesmente desapareceram. O mundo esvaziou na Argentina. So estradas sem fim (hoje foram 750 km) e boizinhos no pasto. Quando tem um pedacinho de serra as placas avisam que ha curvas (sao sempre “peligrosas” ou “mui peligrosas” – puro exagero argentino).

Pois é, amanha tem mais 700 km e entao comeca realmente a parte turística da viagem. Ateh lah, temos que dormir e acordar bem cedo para pegar a estrada (hoje o termometro do posto em Eldorado marcava 39 graus). Conheci a fundo o significado da expressao “sol inclemente”.

Até o próximo boletim! 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: