O Museu da Casa Brasileira vai ser mais acessível!

mcb.jpg

Depois da minha reclamação com relação ao site do MCB, que não é acessível para quem usa o navegador Safari (Veja o post “Barrada no site“), tive a honra de ter a questão respondida pela diretora do museu, Adélia Borges (foi ela quem escreveu o excelente “Designer não é personal trainer”).

Tudo indica que logo será providenciada uma versão menos discriminadora, como deve ser o site de um museu de design. Hoje, se você tenta entrar a partir do Safari, dá de cara com a seguinte mensagem:

msg.jpg

Segue na íntegra a resposta que recebi da Adélia e a argumentação da designer que implementou o site.


Cara Lígia

Vi no seu site a crítica ao site do Museu da Casa Brasileira. Obrigada por nos alertar. Prezo imensamente a acessibilidade, em todos os pontos (design expositivo, gráfico, de produtos etc.) e sem dúvida não podemos e muito menos queremos barrar ninguém em nosso baile.

Logo ao ver a sua observação, consultei a designer responsábel pelo trabalho, Letícia Verona, da Planware, sobre essa questão que você levanta. Veja abaixo a resposta que ela nos passou. Já encomendamos um orçamento para ver se conseguimos corrigir o problema o mais depressa possível.

Enquanto isso, venha fazer uma visita real ao nosso Museu, que está mais ativo do que nunca. Fica um convite especial para os dias 5 e 6 de maio, quando abriremos duas exposições e teremos espetáculos musicais. Tomei a liberdade de te incluir no nosso mailing, você receberá a programação.

Um abraço da

Adélia Borges
Museu da Casa Brasileira/ Diretora
Av Faria Lima 2705
01451-000 São Paulo SP
adeliaborges@terra.com.br
http://www.mcb.sp.gov.br
Fone (11) 3032 3727
Fax (11) 3032 2499


Na época que a gente fez o site (durante o ano de 2005) o Safari praticamente não era usado por ninguém. A história é a seguinte: até do dia 29 de abril de 2005, os computadores Macintosh vinham de fábrica com 3 browsers: o Firefox, o Internet Explorer e o Safari. Como os dois primeiros eram mais antigos e mais conhecidos do público, as pessoas usavam praticamente só estes dois, com uma preferência maciça pelo Internet Explorer. Neste dia, a Apple anunciou que os computadores novos viriam de fábrica somente com o Safari, pois estavam lançando uma nova versão do mesmo, muito mais poderosa. Além disto, em dezembro de 2005, a Microsoft anunciou que estava descontinuando a versão para mac do internet explorere recomendando que estes usuários procurassem utilizar o Safari. Desde então, o percentual de usuários do Safari vem crescendo muito rápido e toma conta de quase todos os usuários do Macintosh.

Então, quando fizemos o site, não tínhamos porque nos preocupar com o Safari, era desprezível a sua participação do mercado. Mas agora isto mudou e o site precisa evoluir. Este é o tipo de trabalho que mantém o site vivo e atual e seria resolvido com o tal contrato de manutenção que a gente está tentando conquistar desde o ano passado.

Hoje em dia, os sites que fazemos são compatíveis com o Safari, Opera, Firefox e Internet Explorer, o que abrange 99% do mercado.
Estatísitcas para março de 2007 (segundo a empresa NetApplications.com):
Internet Explorer – 79%
Firefox – 15%
Safari – 4%
Opera – 1%
Outros – 1%

O que nós fazemos sempre é testar se o navegador está na lista daqueles que o site é compatível e se não for, exibimos esta mensagem que a pessoa viu.
Abraços,
Leticia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: